Receitinha

O que eu escrevo contém muito ódio
Mas em cada gota do mesmo
Coloco um quilo de amor
Trinta gramas de satisfação
Vinte ML de surpresa
Meio quilo de felicidade
Quatrocentos gramas de cada cor
E um mundo inteiro de tudo.
Se ficar gostoso engula
Se ficar ruim também engula
Desperdício de sentimento
É pecado contra si próprio.

Anúncios

Tum tz Tum Tum esse(^)ncia

Qualquer coisa
Mesmo que morta
Reserva um momento
Ou um sentimento
No fundo do pote
Pro grito de bravura
Daquelas melodias
Sadias e frias
Do interior são

Mexo nas estruturas do cosmos
Como um som de guitarra eletrizante.
Esterilizo seu amor
Sinto o cheiro dos seus cabelos
Abro o livro do meu futuro
E te deixo como um poema
Cada linha independente de si
Amando a si
Querendo a si
E com falta de ti.

Queria chorar agora
Mas o tempo me disse
Que chorar agora
Não vale
Não é cabível
Não é interessante
Pois não se entrega
Tão valiosos pontos
Em pequenas gotículas salgadas.

Um grito cairia bem em minha garganta
Seria de bom grado que eu me sentasse
Esperasse a coragem vi
Me desse um murro
Fizesse eu me levantar
Correr atrás do que eu mereço para o futuro.

Sério é
Que eu não me repreendo fácil
Não me ignoro fácil
Mas me esqueço logo.
Me quero todo
Te quero todo
Preciso existir em você.

Você não existe
Mas eu quero te ter dentro do meu peito
Caminhando entre os caminhos do meu sonho
Me fazendo delirar
No interior do astral.

Queria que você quebrasse minha aura
E invadisse
Aquele meu mais profundo ser
Seria o melhor momento
O mais mágico
Seria de extraordinária petulância
Seria como o fincar de um espinho
Ou o azedo de um cajá verde.

As batidas da canção
Ainda superam aquele seu momento
A melodia ainda me lembra a sua voz
A letra me remete a sua pele
O tom de voz do cantor
Enlouquece meu coração
Faz brotar de meus olhos água.

Não posso chorar
Você não vai me fazer perder
A serenidade é minha
A vida faz parte de mim
Mesmo que a essência
Seja você.

Nem

Nem todo santo é santo
Água é água
Cachaça é ruim
E vodka é quente
Mulheres são ávidas
Os mares gelados
Cores neutras
Almas mortais
Sítios enormes
Pessoas bonitas
Óculos fortes
Amores suficientes
Hoje felicidade
Tristeza conjunto
Luz é escuridão
Amanhã incerto
Clichê ridículo

As vezes
Nunca é tarde
Para a verdade.

Passou Mário

Mario correu               Mário chegou
Mário entrou               Mário ficou
Mário nasceu              Mário chorou
Mário mamou             Mário dormiu
Mário sonhou             Mário acordou
Mário cresceu             Mário sofreu
Mário namorou           Mário transou
Mário casou                Mário multiplicou
Mário trabalhou          Mário brigou
Mário separou             Mário chorou
Mário enterrou            Mário chorou
Mário “anciou”           Mário adoeceu
Mário chorou              Mário morreu
Mário saiu                   Mário entrou
Mário nasceu              Mário chorou.

Abandono

De costas pra mim
Enrola o cabelo
Conversa com a outra
Me dá um sorriso

De costas pra mim
Abre o presente
Não gosta , não ri
Me diz obrigada

De costas pra mim
Admiro suas tranças
Estrela na nuca
Tão verde e vermelha

De costas pra mim
Admiro suas costas
Admiro seu quadril
Admiro seu suor
Que escorre no corpo
Que escorre com gosto
Conquista

De costas pre mim
Me deixa no altar
Não pede desculpas
Foge com outro
Me joga no mar
No inferno
Fez tudo o que quis.

Vida bandida

Ele é policial
Policial que sai de casa pela manhã
Deixa a família para trás
E coloca sua vida na berlinda
Todos os dias

Policial
Que devolve seus bens
Levados sem dó

Policial
Que te olha torto
Que te acha bandido
Que te constrange
Que te revista

Policial
Que analisa a cena do crime
Que assiste a prostituta agonizando na cama
Que recebe por fora

Era policial
Que se traumatizou
Que se deprimiu
Que se matou .

Indignação

Promessas não cumpridas
Mortes sem motivo
Indiferença extrema
Falta de piedade

Somos mais sujos
Que o solado dos sapatos dos ditadores
Nosso cheiro
Causa ansia
Nossa fala
Causa indignação
Nosso comportamento
Causa vergonha

Tenho nojo de humanos
Tenho nojo de mim
Por ser um.
O ser mais inteligente
É o ser mais ignorante

É preferivel
A pureza dos animais
À podridão
Dos seres humanos

Pode ser a revolta de um velho homem

Pode ser a descoberta de um velho ser